quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Olha Quem Apareceu!

- Pior é, nessa altura do campeonato, começar a ter inveja dos santistas.

- Como assim?

- Atualmente, é melhor ser santista do que palmeirense. Olha o papelão que estamos fazendo.

- Você fala sobre os sopapos entre Obina e Maurício?

- Tudo. O time fica em primeiro por duzentas e dez rodadas. Aí, perde ou empata com os últimos times da tabela, o presidente dá uma de chiliquenta sãopaulina por conta de um gol BEM anulado, os jogadores do próprio time saem no braço, e a coisa vai daí para baixo. É por isso que digo: nessas horas, é melhor ser santista. 

- O que o Santos tem a ver com isso?

- Nada. Aí é que está. O Santos tá lá, como sempre, na meiúca da tabela. Os torcedores não esperam grandes coisas e o time corresponde às expectativas. A maior diversão dos santistas é lembrar do Robinho e achincalhar o Kléber Pereira. Isso é o meu sonho, atualmente. É tanta vergonha que o Parmera me dá que já estou pensando em... em... nem sei o que dizer. Em bater no Simon, no Beluzzo, no Obina e no Maurício.

- Por falar em Maurício, você preferia ser um personagem do Maurício de Sousa ou do Gabriel Garcia Marques?

- Você está me perguntando se eu queria ser um personagem fantástico, que pudesse voar, desaparecer no ar, comer tijolos e morrer na primeira página de um livro ou ser uma menina baixinha, gordinha, com um vestidinho vermelho e bem forte? 

- Não, eu queria saber se...

- Não importa. Eu queria ser uma menina baixinha, gordinha, com um vestidinho vermelho e bem forte.

- Deus! Você queria ser a Geisy?

- Claro. Ela está na crista da onda, não está? Entretanto, tem um porém.

- Qual?

- Não queria estudar na Unibam. Aí é muita zoação.