segunda-feira, 27 de abril de 2009

Benjamin Button e Seus Miquinhos Amestrados

- Ontem assisti a O Curioso Caso de Benjamin Button.

- Filmão, hein.

- Gostei também. Mas eu acho que ele precisaria de alguns ajustes para ficar perfeito. 

- Por exemplo?

- Eu trocaria alguns atores. O papel do Brad Pitt, eu daria para o Vin Diesel. O da mina principal, a Cate Blanchet, eu daria para a Eva Wilma

- Não vou falar nada, porque estou curioso para ver onde isso vai parar.

- Pensa comigo. Já que era para usar maquiagem e efeitos para deixar os personagens mais velhos ou mais novos, o ideal seria maquiar uma pessoa careca e sem feições, como o Vin Diesel. 

- E a Eva Wilma, entra onde?

- Ah, eu acho ela boa atriz mesmo. Melhor do que aquela enganação chamada Fernanda Montenegro, que faz o mesmo papel de Dora em qualquer coisa que atue. E faz isso desde muito antes de Central do Brasil.

- Tá louco?

- Não. Mas deixe-me continuar.

- Só depois de você me dizer se acha que Vin Diesel teria capacidade de desempenhar bem um papel com carga dramática que um Benjamin Button exige.

- Vish, lógico. Já viu Triplo X? Ele dá um banho de atuação. Na cena que ele pula da ponte, eu sempre choro.

- Qual delas? Devem ter umas doze no filme.

- Eu choro em todas.

- Deus!

- Outra coisa que eu mudaria no filme é esse lance do tal Benjamin nascer velho e morrer novo. Não faz sentido. Para mim, ele deveria nascer novo e morrer velho, como todo mundo.

-Com isso, o nome "O Curioso Caso de Benjamin Button" teria de ser mudado, não?

- Sim, sem dúvida. Pensei nisso também. Eu mudaria para "O Curioso Caso de Benjamin Franklin."

Benjamin Franklin?

- É. Eu acho que teria mais apelo a vida de um cara famoso que soltava pipa tentando tomar choque e tinha um cabelo engraçado do que um que nasceu velho e morreu novo.

- E daí o filme ficaria perfeito?

- Quase. Das duas horas e quarenta de filme, eu reduziria para 15 minutos no máximo. E ele terminaria com o Vin Diesel, como Benjamin Franklin, pulando de uma ponte. Antes de ele chegar ao chão, o filme acabaria.

- E isso deixaria em aberto o que aconteceu com o personagem e, de quebra, indicaria uma sequência, algo como "O Curioso Caso de Benjamin Franklin II - A Guerra dos Clones de Abraham Lincoln"?

- Também. Mas eu terminaria o filme assim porque essa cena da ponte sempre me emociona. E eu adoro chorar em finais de filme.