sexta-feira, 8 de maio de 2009

Lei Antifumo e Tudo Mais

- O que diabos o Serra tem na cabeça, hein?

- Calvície?

- Além disso. Estou falando dessa lei de probir as pessoas de fumarem em bares.

- Como você é corporativista, linkou uma reportagem do seu primo aí em cima.

- Nem tinha visto.

- Sei, sei. Bom, de qualquer forma, não é só em bares, é em todo lugar. Menos em templos religiosos e mais uns dois ou três lugares, que me fogem à mente agora.

- Daqui a pouco, vão querer proibir que a gente fume enquanto baixa filmes e músicas pela internet.

- Isso já é probido.

- Fumar baixando música?

- Não, baixá-las. Acho que não importa o que você esteja fazendo enquanto isso, é crime do mesmo jeito.

- Mas e se eu estiver baixando músicas ou filmes não protegidos por direitos autorais?

- Bom, se você estiver fazendo isso em uma lan house e fumando, estará descumprindo a lei antifumo do mesmo jeito. 

- Que tempo são esses em que não se pode mais nem fumar ou baixar músicas ou filmes em paz? Estamos chegando ao fim do mundo mesmo. Já já, começa a chover Kombi em Osasco e, aí sim, começa o apocalipse.

- Pois é. E se o mundo não acabar rápido, em breve, fumar em público vai dar pena de morte. 

- Duvido muito que o Brasil aprove a pena de morte.

- Nem precisa. Basta pegar neguinho fumando na rua e mandar pro Texas. Lá a galera faz o serviço sujo. E com o maior prazer.

- Eles nem perguntam o motivo da pena. Vêem que tratam-se de latinos e já vão afiando a cadeira elétrica. Dando um lustro na forca e tals.

- Tenho certeza absoluta de que se existisse pena de morte no Brasil, os métodos seriam os menos brutais da história. O povo é muito cordato. Não teria nada de enforcamento, nem de cadeira elétrica, ou de injeção letal.

- E como seria?

- Sei lá. Obrigariam o cidadão a comer manga com leite e esperariam ele morrer. 

- Que delícia. Isso seria uma refeição completa. O problema é que se o caboclo não morresse após ingerir a manga com leite, ia ter uma vontade doida de fumar. E aí, como ficaria?

- Eu tenho quase certeza de que nessa lei nova do Serra está liberado fumar em presídios. Sendo assim, não haveria problemas. 

- Mesmo porque não dá para proibir cigarro em presídios. Se isso acontecer, além de tudo, matam a moeda corrente do xilindró. A economia carcerária vai à bancarrota. E aí, como faz?

- Sei lá. Pede-se ajuda para o governo, como a GM e um monte de outras empresas fizeram nos Estados Unidos. Uns trocados para a não falência da Cela 14, do Pavilhão 9. Aposto que o Lula não ia negar. Mas, como te disse, não vão proibir o fumo em presídios. Não tem como.

- Já já vai ter gente cometendo crime para fumar em paz. Deu vontade de puxar um fumo? Tenta roubar um toca-fitas em um carro com alarme e espera chegar a polícia. Pronto, resolvido o problema.

- Do jeito que a polícia demora a chegar no Brasil, nego vai morrer de vontade de fumar até ser preso.

-Dá até para acender uns cigarros, enquanto espera. 

- Em público? Você tá doido? Imagina como a pessoa ia ficar mal falada na sociedade. Ia ser chamado de fumante, essas coisas.

- É mesmo. Melhor esperar a polícia quietinho. Com uma meia-calça na cabeça e o toca-fitas embaixo do braço. 

4 comentários:

teste disse...

Era mais fácil proibir a venda de cigarros. Nos próximos 90 dias vou cuspir fumaça na cara de todo mundo.

teste disse...

Não sei que nome Teste é esse.
Mas esse filho da puta quer roubar meu comentário.
Fui eeu que escrevi e não o Teste.
Vini
Vini
Vini
Vini
Vini
Vini
Vini
Vini
Vini
Vini
Vini
Vini

Flavinha disse...

Ridiculo. Me deixem fumar meu cigarro em paz!

Receptor de Idéias disse...

Hoje fumar é a mesma coisa que ter lepra. "Nossa, um fumante, bah!!" Eu fumo, sei que fumar faz mal à saúde, mas não quero ser tratato como um marginal.