quarta-feira, 18 de março de 2009

Pasta de Dente

-Acabou a pasta de dente?

- Acabou. Mas veja pelo lado bom: acabou a comida também. Logo, você não precisa se preocupar em escovar os dentes.

- Isso não me preocupa. Eu não gosto de ficar sem pasta porque, no caso de eu me queimar, vou tratar a queimadura com o que?

- E como você se queimaria? Pretende fazer uma fogueira aqui na sala?

- Não. Mas supondo que eu fosse cozinhar, poderia me queimar.

- Bicho, eu nunca vi você nem fervendo água. Nem fritando um ovo.

- Tá vendo, por isso preciso de pasta. Essa minha inépcia na cozinha pode me causar queimaduras.

- Tá. Mas eu já te falei: a geladeira tá vazia. A comida acabou. A gente precisa fazer compras, aliás. De qualquer forma, a comida acabou. Você vai cozinhar o que? Acho que, não tendo o que cozinhar, não tem motivo de você se preocupar com queimaduras.

- E se eu quiser ferver água?

- Para que você iria ferver água?

- Sei lá. Só para você não usar a frase "bicho, eu nunca vi você nem fervendo água", num tom irônico e um pouco agressivo, novamente.

- Se você entrar na cozinha para fazer isso, eu saio de casa. Daí não verei você fervendo água e posso continuar usando a frase.

- Ah é? Então tá, to indo pra cozinha.

- E eu vou dar uma volta. Tchau.

- Aproveita e traz pasta da rua, por favor. Acabou e eu posso me queimar fervendo água.

2 comentários:

Juliano disse...

esse diálogo me lembrou uma piadinha.
vc pode falar para várias pessoas (de preferência meninas):
"Você é uma baita porca. Nunca vi você tomando banho!"

Anônimo disse...

Acabei de chegar aqui. Gostei bastante, Bucha.

Buena sorte, abç,

Fabio Primo